OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

OS 100 VESTIDOS MAIS ICÔNICOS DO SÉCULO XX

Especializada em livros luxuosos, verdadeiros itens de colecionadores, a editora Assouline lançou “The Impossible Collection of Fashion“, publicação na qual estão listados os 100 vestidos mais icônicos do século XX. A seleção dos looks foi feita por Valerie Steele, curadora do museu do Fashion Institute of Technology, que certamente teve muito trabalho para selecionar os 100 vestidos entre peças assinadas pela Balenciaga, Christian Dior, Valentino, John Galliano e Rei Kawakubo, entre outros.


O livro conta com 144 páginas impressas em alta qualidade e com riqueza de detalhes acerca de cada um dos looks escolhidos, onde podem ser vistos os trabalhos de bordados, drapeados, rendas etc. O preço da publicação também faz juz a sua pompa e riqueza. “The Impossible Collection of Fashion”

Abaixo alguns dos vestidos selecionados para a publicação:
VESTIDO YVES SAINT LAURENT DE 1959
 É feito em tule bordado com lantejoulas prateadas. Foi usado por Audrey Hepburn em foto assinada por Richard Avedon.
JOHN GALLIANO DE 1997
O modelo acima foi criado para a maison Dior. Inspirado nos corsets que os guerreios da tribo Dinka usavam e na silhueta da Belle Époque, Galliano merece estar entre os criadores dos 100 vestidos mais icônicos do século XX.
JOHN GALLIANO DE 2000
Modelo criado para a Dior Couture. Trata-se de um vestido longo de tule com tafetá de seda pintrado a mão. O vestido faz parte de uma coleção que Galliano afirmou ser inspirado na vestimenta dos sem-teto franceses.
REI KAWAKUBO DE 1997
Modelo criado  Comme des Garçons,  uma das designers que merecidamente está entre os estilistas que tiveram criações escolhidas para compor o livro, criou esse vestido branco com enchimento o qual faz parte de uma coleção que causou muita controvérsia entre os críticos que afirmaram que os alcochoados deformavam o corpo da mulher. Essa forma “diferente” de conceber a vestimenta que cobre o corpo feminino é, aliás, uma das marcas mais conhecidas das criações de Kawakubo.
DIOR DE 1947
Uma das peças mais representativas da estética New Look que marcou o pós-guerra. O conjunto é composto por paletó de seda e saia de lã.
MARC BOHAN DE 1972
Modelo para Christian Dior. Vestido de festa bordado criado pelo estilista que sucedeu Yves Saint Lauren



PACO RABANE
ROBERTO CAPUCCI DE 1959 E BALENGIAGA DE 1953

fotos: divulgação