OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

sábado, 10 de julho de 2010

A ESTILISTA MARY QUANT E A SUA CRIAÇÃO A MINI SAIA

No dia 10 de julho de 1964, a estilista britânica Mary Quant apresentava uma de suas criações: a minissaia.

A estilista britânica e inventora da mini saia Mary Quant
Lá se foram 46 anos e a peça, na época feita com 30 cm de comprimento e um tanto rebelde para os trajes dos anos 60, continua tendo um papel importante na moda contemporânea.
Twiggy
A mini-saia uma peça obrigatória no guarda de toda mulher, surgiu nos anos 60 quando Mary Quant deu uma tesourada no vestido da famosa modelo Twiggy, não imagina a repercussão que eria ter tal peça.

Boutique Bazar
Mary Quant sempre chocou multidões por suas ousadias, em sua boutique ,"Bazaar ", que ficava em Londres a King´s Road, no elegante bairro de Chelsea, ela começou fazendo suas próprias roupas, depois decidiu vende-las, mas achava a moda "terrivelmente feia" .
Seu ato apenas teria de vez registrado na moda uma têndencia que nas ruas de Londres e Paris já existiam, que iria continuar a acompanhar os jovens "rebeldes" dos anos 60.

Wanderléia
Wanderleia nos anos 60 usando uma micro saia

Depois a mini-saia deixou de ser peça de "jovens rebeldes" e passou a ser adentrar ao guarda- roupa das até mais conservadoras da sociedade europeia.
O surgimento da mini-saia, estava no espírito dos anos 60 de liberdade, dos hippies "paz e amor" que eram contra a guerra do Viatnã, o mundo passava por uma enorme revolução, e a moda como sempre consome essa energia, e também decide revolucionar.
Por conta de sua contribuição, Mary Quant foi condecorada, em 1966, com a Ordem do Império Britânico. 
 
 
fotos: divulgação