OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Trecho do Livro Iniciais BB, autobiografia de Brigitte Bardot

 Livro Iniciais BB, autobiografia de Brigitte Bardot


Brigitte Bardot, sobre Marilyn Monroe:

“Foi lá que eu a vi, e só vi a ela: Marilyn. Encantadora, loira num vestido dourado, com decote até os tornozelos, ela não se embaraçava com o protocolo, todos tinham vontade de beijá-la de tão róseas e frescas que eram as suas faces. 
 Marilin Monroe

Suas mechas rebeldes corriam pelo pescoço e em volta das orelhas, ela parecia ter acabado de sair da cama, feliz e natural! Pude me ver nos "Ladies" com ela, eu para puxar as minhas mechas e despenteá-las, e p/ descosturar rapidamente o tule que me escondia os seios; ela para mirar-se no espelho, sorrir para si própria à esquerda, depois à direita, cheirando a Chanel nº5. 

Chanel nº5

Eu a adorava, olhava p/ ela fascinada, esquecendo-me de meus cabelos. 
Gostaria de ser "Ela", ter a sua personalidade e caráter.
 Era a primeira e a última vez em minha vida que a vi, mas fui seduzida em trinta segundos.
 Dela emanava uma fragilidade graciosa, uma doçura travessa, nunca a esquecerei e, quando fiquei sabendo de sua morte, alguns anos depois, senti uma pontada dolorosa no coração como se um ser muito querido tivesse acabado de me deixar.”

fonte;
Livro Iniciais BB, autobiografia de Brigitte Bardot

Fotos: divulgação