OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

“Dia D” para Carlos Drummond de Andrade


Carlos Drummond de Andrade, " No mar estava escrita uma cidade"

 Cristiane Pingarilho
Em sua homenagem, uma estátua de bronze está sentada placidamente num banco do Posto 6 da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, bairro em que viveu por muitos anos. Era lá que ele ficava nos finais de tarde, pensando e escutando o barulho do mar.

O Instituto Moreira Salles promove no dia 31 de outubro o “Dia D” – Dia de Drummond. As comemorações servem para celebrar o nascimento do poeta brasileiro Carlos Drummond de Andrade – que nasceu no dia 31 de outubro de 1902. A ideia da entidade, através de comemorações anuais, difundir a obra do artista.

ETERNO, CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE
Carlos Drummond de Andrade nasceu em 31 de outubro de 1902 em Itabira, Minas Gerais, e morreu no Rio de Janeiro, vítima de parada cardíaca, em 17 de agosto de 1987, dias após a morte de sua única filha, a cronista Maria Julieta Drummond de Andrade.
Reconhecido e premiado internacionalmente, várias obras do poeta foram traduzidas para o espanhol, inglês, francês, italiano, alemão, sueco, tcheco e outras línguas.
 Drummond foi seguramente, por muitas décadas, o poeta mais influente da literatura brasileira em seu tempo, tendo também publicado diversos livros em prosa.

 O escritor  recebe o tributo do Jornal Jardins,  com a publicação do seu poema “Desejos”.
“Desejo a vocês…
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho.
Sarar de resfriado
Escrever um poema de amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender um nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu.”

foto : divulgação