OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

sábado, 9 de fevereiro de 2013

UNIÂO DA ILHA LEMBRA TRAJETÓRIA DE VINICIUS DE MORAES

Com 60 anos de existência e conhecido por irreverência, o Grêmio Recreativo Escola de Samba União da Ilha do Governador foi a quarta agremiação a desfilar no sambódromo do Rio. Desta vez, a aposta da escola foi homenagear o centenário do Poetinha com o enredo Vinícius no Plural. Paixão, Poesia e Carnaval.

Para transformar lírica em samba, o carnavalesco Alex de Souza recupera memórias de infância de Vinícius de Moraes, o eterno poeta do amor e das mulheres, que também foi jornalista e diplomata. Na mistura do Rio com a Bahia, o intérprete Ito Melodia garante que a garota de Ipanema e a menininha do Gantois serão representadas pelas centenas de passistas com muito samba no pé.

A garota de Ipanema veio em dose dupla na avenida: interpretada pela bela atriz Thalita Lippi (que substituiu na última hora Letícia Spiller, impedida de desfilar por ter contraído dengue), e a própria Helô Pinheiro, musa inspiradora de Tom Jobim e Vinicius, linda em traje branco e dourado. Thalita Lippi desfilou ao lado do ator Eriberto Leão, que representou Tom.
 Amigos e familiares do artista. Maria Gurjão de Moraes, uma das filhas de Vinícius, diz que foi procurada por mais de uma escola interessada em celebrar a vida e obra de seu pai na Avenida. “Pesou na decisão a paixão do carnavalesco por Vinícius, pela obra dele. Alex é muito sensível. Nós tentamos abastecê-lo com o melhor material possível, que abrangesse essa coisa múltipla do papai.”
  Entre os destaques no sambódromo estão antigos parceiros de Vinícius, como Carlos Lyra e Toquinho.
 O abre-alas traz 200 foliões no carro que representa a antiga barca que o poeta e a irmã viajavam quando crianças para visitar a família na Ilha do Governador, sede da agremiação que completa 60 anos neste carnaval.



 Longe da dança das cadeiras das rainhas de bateria do carnaval carioca, Bruna Bruno mantém seu reinado há nove anos e chega à Sapucaí com fantasia inspirada na influência afro dos poemas de Vinicius de Moraes e Baden Powell. “Não tem como falar de Vinícius sem que o desfile se transforme num grande poema e se eternize”, disse.

 A comissão de frente coreografada por Sérgio Lobato trouxe encenação lembrando poemas do artista.

fonte:
http://blogs.estadao.com.br/carnaval-2013