OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

domingo, 7 de abril de 2013

ALBERT EINSTEI LIBERA VISITA DE BICHOS DE ESTIMAÇÃO PARA VISITAR PACIENTES EM SÃO PAULO

Albert Einstein libera visitas de bichos de estimaçãoEntre olhares de admiração, espanto, surpresa e curiosidade, a cadela Clara, da raça fila, com três anos e 73 kg, entrou ontem tranquilamente pela recepção e passou por corredores de um dos mais importantes hospitais do país, o Albert Einstein, em São Paulo. Ela foi visitar o dono, que está em tratamento contra um câncer na bexiga.

Em tratamento de câncer na bexiga, Ennio Araújo recebe a vista da cadela Clara no Albert Einstein

Após três anos de testes e preparo de equipes, o hospital liberou, sob rígido protocolo, que bichos de estimação, às vezes considerados membros da família, visitem pessoas internadas --mesmo em unidades semi-intensivas.
Ennio Araújo diz que a visita da cadela Clara ajuda a fazer companhia em horas díficeis do tratamento contra o câncer


                
·                   Paciente Ennio Araújo diz que os filhos moram fora de SP e a visita da cadela dá 'ânimo e disposição          
                                


               
·                  Hospital Albert Einstein fez testes e liberou os bichos até nas unidades semi-intensivas
·                            
                   
·                  Cadela Clara teve de passar por avaliação de veterinário e tomar um banho antes de visitar dono no hospital  



Hospital diz que entrada de bichos no Einstein - gatos e pássaros são aceitos também - faz parte da humanização da unidade  
Animais são liberados para visitar pacientes; unidade é a primeira da América Latina a ter selo dado pela organização americana Planetre

Além de atestar boa saúde do animal, médico deve autorizar no prontuário do paciente que concorda com a vista do bicho

"Meus filhos moram fora de São Paulo, são muito ocupados. A Clara acaba me fazendo companhia em horas difíceis. Ela é parte da família. Poder tê-la comigo no hospital faz a diferença no meu ânimo, na minha disposição", diz o advogado Ennio de Paula Araújo, 71.

A entrada de bichos no Einstein --gatos e passarinhos também são aceitos-- faz parte também do cumprimento de regras de uma certificação internacional de humanização que o hospital conseguiu no ano passado.

fotos: Zé Carlos Barretta/Folhapress

fonte: