OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

quinta-feira, 28 de julho de 2016

MODA USADAS POR AEROMOÇAS EM NOVE DÉCADAS VIRA EXPOSIÇÃO EM SAN FRANCISCO

De modelos chiques, passando pelos psicodélicos e até impraticáveis, os uniformes das comissários de bordo mudaram muito durante as nove décadas no ar. Obrigatórios desde 1930, com as primeiras assistentes de voo, traçaram seu lugar na história da aviação. História que agora pode ser conferida na nova exposição do Museu SFO, no Aeroporto Internacional de San Francisco, na Califórnia. Batizada “Fashion in Flight”, será exibida no The Aviation Museum and Library e apresenta 70 uniformes, de 1930 até os dias atuais, com modelos desenhados por estilistas como Christian Dior, Yves Saint Laurent, Emilio Pucci e Ralph Lauren.
* Foi em São Francisco que a primeira aeromoça do mundo, Ellen Church , foi contratada em 1930. Ellen era piloto e enfermeira. A extinta companhia Boeing Air Transport não quis contratá-la como piloto, mas ela conseguiu persuadi-los de que os enfermeiros poderiam tranquilizar os passageiros. E não é que deu certo?! Confira abaixo alguns dos uniformes em exposição no Museu SFO, usados por mulheres que seguiram os passos de Ellen Church. “Fashion in Flight ” fica em cartaz até 8 de janeiro de 2017.
Os uniformes das comissárias de bordo e os estilistas que os fizeram brilhar 

1930
A Boeing Air Transport - mais tarde United Airlines - foi a primeira companhia aérea a ter assistentes de voo do sexo feminino. O uniforme era de lã verde escuro com uma capa pesada - que mantinha as atendentes aquecidas durante os pit stops - e cap. Nos pés, Oxfords com saltos grossos para a estabilidade 

1939
À medida que mais comissários de bordo foram contratados por mais companhias aéreas, seus uniformes evoluíram. Em 1939, a United Airlines partiu de ternos sérios e masculinos para um olhar alegre e feminino. O uniforme, composto por vestido de crepe e casaco de lã da Marinha com ombros bufantes, combinava com a cor da companhia aérea. O look foi criado para a United Airlines pelo designer in-house Zay Smith 

1944
Howard Greer - Com os esforços da Segunda Guerra Mundial em curso, a austeridade afetou a indústria de vestuário. Com menos tecido disponível, os estilistas optaram por silhuetas mais slim. Esta, cheia de estilo, foi desenhada pelo estilista Howard Greer 

1959
 Don Loper - Como o voo tornou-se mais acessível para mais pessoas, os uniformes começaram a assumir um tom mais divertido. Para isso, a estilista Don Loper criou um look para os atendentes da Pan Am com características nítidas e angulares de um jato. Olha só que moderninho ficou! 

1965
 Emilio Pucci - Em um movimento ousado, a extinta Braniff International Airways contratou o estilista italiano para reinventar as roupas das aeromoças. O resultado? Estampas ousadas em uma explosão de cores que sacudiu a indústria da aérea. Atendentes usavam verde brilhante, botas de pele listradas, mini vestidos, blusas, calças palazzo e camisolas de nylon. O uniforme foi extinto, principalmente pelos chapéus bolhas que não podiam ser usados durante o voo, mas a lembrança ficou 

1969
Cristobal Balenciaga - O estilista exigiu perfeição em sua parceira com a Air France no final dos anos 60. "Ele não queria ver uniformes mal ajustados", diz John Hill, do SFO Museum e curador da exposição. O resultado foi este belo terno marinho de inverno de sarja de lã com bolsos aba e um chapéu de equitação .

1970
Este uniforme desenhado pela japonesa Hanae Mori para a Japão Air comemorou símbolos nacionais, tanto na fivela do cinto vermelho quanto no chapéu. E, sim, eles são mais curtos, fazendo jus ao ano, 1970, que foi marcado pelas mini saias na Califórnia Créditos: Divulgação <>Fullscreen
1930: a Boeing Air Transport - mais tarde United Airlines - foi a primeira companhia aérea a ter assistentes de voo do sexo feminino. O uniforme era de lã verde escuro com uma capa pesada - que mantinha as atendentes aquecidas durante os pit stops - e cap. Nos pés, Oxfords com saltos grossos para a estabilidade

1980
 Yves Saint Laurent - Bem-vindo à era do Dynasty e das ombreiras. Este uniforme da Qantas Airways, desenhado por Yves Saint Laurent, trazia cangurus coloridos para não confundir com qualquer outra companhia aérea. Destaque também para a jaqueta, recortada e com ombros gigantes .

1990
A extinta Eastern Air Lines comemorou o tradicionalismo e trouxe de volta o chapéu. O projeto ainda incluía algumas calças, uma saia mídi e blazer combinando 

2000
Christian Lacroix se juntou ao time de famosos designers franceses, incluindo Pierre Cardin, Hermes e Dior, que criou uniformes para a companhia aérea nacional da França, a Air France. Ele foi o responsável por este vestido de lã túnica - meio estilo japonês - que misturava elegância e conforto em uma mesma peça 

2014
 Vivienne Westwood trouxe sua estética única à Virgin Atlantic. Em um mundo de uniformes suaves, este se destacou. Ele traz detalhes angulares, blusa jacquard de gola alta e babados assimétricos. Sem falar nos botões que têm pequenas asas. Cool! 

fotos: divulgação
fonte:
http://glamurama.uol.com.br/moda-usada-por-aeromocas-em-nove-decadas-vira-exposicao-em-sao-francisco/#0