OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

sábado, 2 de abril de 2011

OSCAR FREIRE, 8ª RUA MAIS LUXUOSA DO MUNDO

Toda grande cidade tem seu marco onde tudo acontece, onde as principais e mais caras grifes de produtos de luxo estão representadas por suas boutiques exuberantes, projetadas por grandes arquitetos – onde se respira glamour. Assim como Paris tem a Avenue de Champs Elysèes e a Avenue Montaigne; Los Angeles tem a Rodeo Drive; Nova York tem a 5th Avenue – São Paulo tem a Rua Oscar Freire.

RUA OSCAR FREIRE
A Rua Oscar Freire está localizada na divisa de dois bairros da capital paulistana: o Jardim América e o Jardim Paulista. Ganhou esse nome em 1923, em homenagem ao médico baiano Dr. Oscar Freire de Carvalho. Durante o século XIX, era uma região tomada por chácaras. A urbanização teve início no começo do século XX, mais especificamente em 1912 quando a Companhia City, empresa inglesa que planejou diversos bairros de São Paulo, comprou e loteou terrenos na área. Mas os dias de glória viriam bem depois, por volta dos anos 1960, muito por conta do sucesso e importância de uma de suas transversais: a Rua Augusta, que foi residência das melhores lojas de São Paulo até a metade dos anos 1970.

Com a decadência da Rua Augusta, a Rua Oscar Freire foi ganhando força até chegar aos anos 1980 como a rua mais badalada da cidade. Jornais da época destacam o local como ponto de encontro de políticos e empresários à procura de restaurantes sofisticados e de jovens new wave, que circulavam pelas casas noturnas da região. Mas o fator crucial para a rua atingir o seu potencial cosmopolita foi a abertura das importações no Brasil no início dos anos 1990, quando começou a receber as maiores grifes do planeta – a joalheira Montblanc, por exemplo, abriu suas portas por lá em 1995. A partir daí, a rua virou o endereço obrigatório dos maiores estilistas, transformando-se em um reduto de grifes, hotéis, restaurantes e cafés de primeira linha. Além da Montblanc, estão também Diesel, Calvin Klein, Lacoste, Tommy Hilfiger, joalheria Fratina, American Apparel, sem contar Cartier, Dior, Louis Vuitton, Empório Armani, Max Mara, Versace, Cavalli, Bvlgari, Tiffany & Co., entre outras, que ficam nos quarteirões transversais.
Em 2006, o trecho entre as Ruas Melo Alves e Padre João Manuel passou por obras de revitalização que custaram 8 milhões de reais. Com a mudança, esse pedaço ganhou uma nova calçada – mais larga e com direito a bancos e painéis de localização – os fios e postes elétricos desapareceram.
Não há dúvidas de que a Oscar Freire tem estilo de sobra – todas as boutiques mais importantes do mundo da moda estão instaladas ali. Mas o melhor é perceber que o luxo vai além das vitrines estreladas. Por isso mesmo, caminhar pela Oscar Freire, saborear um cafezinho gourmet e admirar as vitrines mais badaladas de São Paulo se tornou programa obrigatório para quem gosta do que é luxuoso, exclusivo e extravagante.

fotos: divulgação

 Rua Oscar Freire, São Paulo

 www.visiteaoscarfreire.com.br