OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

PAULO GAZOLA CRIA FLORICULTURA LUXUOSA NA CASA COR 2011

A Floricultura, elegantíssima, é um dos ambientes que os visitantes da Casa Cor São Paulo poderão conferir este ano, no prédio da Casa Hotel. Assinado pelo arquiteto Paulo Gazola, que participa da mostra pela 16ª vez, o ambiente de 40 metros quadrados tem inspiração na floricultura Floral Symphonies, de Nichlas Vilsmark, em Chelsea, Inglaterra
Com estilo vintage e predomínio da cor fendi, Gazola buscou composições luxuosas e aconchegantes para a Floricultura, que foge do convencional e se assemelha mais a uma loja de decoração sofisticada.

 Para garantir o luxo, as paredes ganharam revestimento de tecido listrado, de shantung de seda orgânico na cor fendi, que é tendência em Nova Iorque e está à venda na Reserva Pessoal, loja do arquiteto localizada no Brooklin Novo, em São Paulo.
Num contraste de materiais, o arquiteto decorou uma das paredes com uma obra fotográfica da série In Natura, da artista Patrícia Golvêa, que é representada pela galeria virtual Escritório de Fotografias, criando um link entre a arte e as flores.
Impossível deixar de mencionar o lindo piso de laminado padrão carvalho rústico, de 25 cm de largura e com padrões sustentáveis, da coleção Eucafloor, lançamento exclusivo para a Casa Cor 2011.
Já para a decoração do espaço, foram selecionados móveis de diferentes estilos, como a mesa inglesa do século XIX, redonda e alta, feita de madeira teka; quatro poltronas old fashioned trazidas de Nova Iorque, em estilo vintage e revestidas de couro natural destressed; aparadores inglês e chinês do século XIX; uma cômoda brasileira de jacarandá, do final do século XVIII e três molduras de carvalho, em vermeil com espelhos ingleses do século XIX, todos da Reserva Pessoal.

A iluminação ficou por conta do imponente lustre de bronze francês, do século XIX, que se destaca pelas oito mangas e seus cristais. Também para a iluminação do ambiente, Gazola desenhou, especialmente para a mostra, duas luminárias de acrílico com cúpula de tecido vintage, representando a flora e fauna, também importados de Nova Iorque.

Outro destaque do ambiente é o tapete de Ziegler Moderno, da Tabriz Collection, feito de lã na cor ferrugem, e as três persianas de fibra natural em estilo romano, da Amorim.

A Floricultura da CASA COR oferece lindos arranjos de flores - orquídeas e tulipas - e plantas naturais e permanentes, com flores feitas de silicone, tanto para mesa como para parede, além de pequenos objetos de decoração, como velas, vasos, caixas, porta-retratos e mimos diferenciados, como os aromas Casa Cor by Reserva Pessoal, todos à venda durante a mostra.

Floricultura - arquiteto Paulo Gazola - CASA COR 2011
Data e horário: de 24 de maio a 12 de julho, de terça a sábado, das 12h às 21h30 e aos domingos, das 12h às 20h.
Local: Jockey Club de São Paulo - Av. Lineu de Paula Machado, 1.075
Cidade Jardim – São Paulo – SP

fotos:divulgação