OBS de 22/09/2016: Queridos leitores, infelizmente o site Jornal |Jardins,teve um problema e as fot

Minha foto

Sou uma apaixonada pela vida, sem limites pra sonhar...
Sou determinada, e adoro as coisas simples da vida... Não gosto de nada mal resolvido, sou preto no branco,o cinza não me convence...Sou sincera e verdadeira e só gosto de me relacionar com gente assim...
Pessoas, que como eu, tem atitude pra mudar o que não está bom, não se conforma, nem se acomoda com o mais ou menos....Ou está bom, ou a gente faz ficar.
A FELICIDADE ESTA EM NOSSAS MÃOS E DE MAIS NINGUEM.
POR ISSO ACORDA MENINA.

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

ABERTO O II CONGRESSO LATINO AMERICANO DE ENOTURISMO

Com o tema “Tradição e Inovação no Enoturismo”, evento teve início na noite de quinta e segue até sábado.
Foi dado início na noite desta quinta-feira, 30 de agosto, ao II Congresso Latino Americano de Enoturismo, com o tema “Tradição e Inovação no Enoturismo”, que ocorre até o próximo dia 1 de setembro, sábado, no hotel Dall’Onder.
Abertura - Congresso de Enoturismo
 Estiveram presentes, além das autoridades municipais, a secretária de Turismo do Rio Grande do Sul (SETUR RS), Abgail Pereira, o assessor da Presidência da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), André Vilaron, e a representante do Ministério do Turismo (MTur), Simone Salvatori Schnorr. O evento é uma realização da Secretaria Municipal de Turismo (SEMTUR BG), com apoio da SETUR RS e das associações e empresas de turismo e vinhos da região.

 A titular da pasta da SEMTUR BG, Ivane Fávero, deu início ao evento destacando a importância do encontro para a cidade e demais municípios enoturísticos. “O ‘produto enoturismo’ é mais complexo que o produto vinho, porque não há turistas na cidade apenas porque vende-se vinho. É preciso oferecer ao visitante uma experiência a mais. E o encontro nos permite justamente essa discussão. Que experiências estamos proporcionando?”, indaga Ivane. “Buscamos traçar metas que possam trazer inovação e competitividade ao setor”, acrescenta.
            Os representantes do governo estadual e federal comentaram sobre as ações que ambos desenvolvem para promover o vinho, tanto no Brasil quanto no exterior. “O último vídeo da Embratur mostra o produto, porque entendemos a importância do vinho brasileiro”, destaca Vilaron.

Acordo de cooperação
            Bento Gonçalves assinou um acordo de cooperação com a cidade de Luján de Cuyo/Argentina e com Cartaxo/Portugal. O acordo com ambas permite a criação de convênios em diversas áreas, como na gastronomia, enologia, enoturismo, e outras áreas que envolvam a cultura dos municípios.

Políticas Públicas e o Enoturismo
            A noite contou com a discussão sobre a temática “Políticas Públicas para o Desenvolvimento do Enoturismo”. A mesa de debate contou com a presença de Ivane, Vilaron, Abgail, Simone e da enóloga do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), Maria Amélia Duarte Flores.
Para Abgail, o vinho faz parte da cultura da região. “Cabe ao governo, aliado à iniciativa privada, desenvolver políticas públicas visando o desenvolvimento econômico através da geração de emprego, renda e desenvolvimento do turismo. O turismo precisa ser bom para o turista e para quem vive no local”, salienta. Além disso, conforme ela, é preciso fornecer subsídios aos produtores de vinho, incentivando os produtores.
Vilaron apresentou o novo material de promoção turística da Embratur, lançado nas Olimpíadas de Londres, que será utilizada até 2014, com o tema “O mundo se encontra no Brasil. Venha celebrar a vida”. O vídeo expõe a cultura do vinho no Brasil. “Quando você oferece um vinho, você está dando oportunidade para a pessoa conhecer a história, a cultura do povo que o produz. E este é o objetivo. Enaltecer os costumes do povo que o produz”, coloca.

Enoturismo Brasileiro
A noite contou ainda com o lançamento do livro “Diagnóstico do Enoturismo Brasileiro, de autoria de Maria Amélia. A autora contou sobre o processo de criação do livro, e destacou que o número de regiões produtoras no Brasil cresce constantemente. “É como pensar que no Sul a única região produtora de vinho é a Serra. Pode ser a maior, mas existem muitas outras micro-regiões. É um mercado bastante abrangente”, aponta.
O livro está disponível para download no site do Ibravin ( http://www.ibravin.org.br/ ) e do Sebrae ( http://www.sebrae.com.br/ ).

O nosso correspondente Wanderley Celestino, nos enviando todas as notícias sobre II Congresso Latino Americano de Enoturismo